Arquivo para agosto, 2007

Eu de novas peças

Nem sempre acontece, mas às vezes, sábado significa resolver coisas práticas. Ir ao médico, fazer supermercado, ir ao salão, consertar aquela roupa, etc, etc, etc.

Um desses etcéteras é revisar o carro. Trocar o óleo, alinhar, balancear, ver pastilhas de freios, conferir os filtros de óleo, ar e combustível, calibrar.

Hoje eu queria ser um carro. Preciso que alguém me leve para trocar os faróis, polir a lataria e consertar os freios, mas ainda não encontei oficina capaz de cuidar de me recolocar nos eixos.

Anúncios

Da série presentes que já ganhei

Era meu primeiro namorado e, para me agradar, me deu um ovo na Páscoa, tipo número 30, daqueles imensos, de chocolate branco. O resultado? Terminamos o namoro depois de um tempo e até hoje não suporto chocolate branco, rsrsrs.

Resquícios de uma infância caleidoscópia

Era uma menina magrela e de cabelo grande.
Gostava de brincar com lindas bonecas loiras feitas de espiga de milho.
Também brincava com as galinhas e tinha uma de estimação.
Seu pai lhe deu uma vaca de presente, que ela chamava de… não lembra.
Um dia, engoliu uma agulha de vacinar o gado e a família passou dias em pânico, sem ela entender o porquê.
Outro dia, foi para a casa do padrinho e pensou olhando para o lampião:”Será que esse vidro é quente?”. O resultado foi um dedo queimado e muito dengo por todos os lados.
Um dia a menina seguiu viagem e se desapegou de suas algarobas, chão de terra e vestidos de chita e o mundo ficou gigantesco.

É que às vezes acordo híbrida

Acho que pertenço a uma geração em transição. Tenho um pouco mais de 30 e, feminista, sempre lutei para ser independente, reconhecida profissionalmente, já exigi dividir contas, reivindico divisão de tarefas domésticas, etc. E de repente penso que poderia ser mais fácil ser uma esposa dócil e solícita, com alguns filhos e uma casa para cuidar.

Até certo ponto, isso deve ser falta de outras referências do papel feminino. A maior referência sempre é a nossa mãe e venho de uma família que se sustenta nos pilares pai que trabalha, mãe dona de casa e muitos filhos, na forma mais tradicional da sociedade machista e patriarcal. Então, chega uma hora que páro para pensar: será que estou no caminho certo?

Mas talvez não sejam assim tão dissonantes os dois caminhos. Talvez eu não devesse acreditar que podia escolher apenas uma opção.

Caminhantes

Até acordar às 5h30, que para mim é ainda madrugada, se transformou em alegria, quando encontrei duas amigas para caminhar. O papo foi ótimo e ainda curti a trilha sonora de Amy Winehouse. O único problema foi terminar num supercafé-da-manhã: as calorias voltaram todas…

Essas cópias ocultas

Já tinha até me esquecido que ele existia e, de repente, chega um email. Veio para mim como cópia oculta em meio a outros emails e parecia até que tinha vindo por engano, mas sei muito bem que não foi.

A conversa era desses bem despretenciosas e impessoais, falando que estava reativando e atualizando o antigo blog. Humpf!!! Como seu eu me importasse e fosse correndo olhar os posts.

Tá, confesso, mas foi só por curiosidade, nem pensei em deixar comentário e muito menos dar meu novo endereço. Certas pessoas é melhor riscar do mapa.

Desafio atrasadíssimo

Sei que estou ultra-atrasada, mas ela me desafiou e eu não posso “amarelar”
(outra gíria pra vc)

Cada pessoa escreve sete fatos casuais sobre a sua vida. Depois passa o desafio a outras sete, deixando um comentário no seu blogue para que essa pessoa saiba que foi desafiada.

As respostas seguem já a seguir:

1 – Sou comilona!
2 – Quando me apaixono por uma coisa, tipo calça jeans, só quero sair com ela
3 – Me levo muito a sério e isso é ruim e tento disfarçar
4 – Adoro ser surpreendida pela lua cheia
5 – Sinto muuuuita saudade de uma pessoa, mas não digo quem é nem sob tortura
6 – Me identifico e gosto de pessoas mais jovens do que eu
7 – Por falar nisso, uso milhões de cremes toda noite, hahaha

Aiiii, acho que não tenho tantos blogueiros pra passar!!!
Ow, vou quebrar a corrente…

Passo pra a Dai, o Bruuu e a t&v. Será q posso desafiar outras pessoas???